You are currently viewing “Vida Selvagem” em Figueira
Ana Valentina Angelo

"Vida selvagem" em Figueira

Sob o céu de Figueira XXIII

Olá, linda Figueira, friozinho… mas a primavera não demora, 21 de março está chegando.  De minha janela espreito o verde e as amarelinhas atapetando os jardins do parque.

Dia Internacional da Vida Selvagem

Hoje, três de março, é uma data muito especial, Figueira foi contemplada pela ONU (Organização das Nações Unidas) para se comemorar o Dia internacional da Vida Selvagem.

Vidas selvagens

“Os animais selvagens são aquelas espécies que não são domesticadas, ou educadas para viver com os humanos. Eles vivem descontroladamente na natureza, habitando qualquer um dos ecossistemas da Terra. No entanto, os efeitos da humanidade no mundo afetam diretamente seus meios, habitat e meios de subsistência”. (1)

Como vivem?

“Os animais selvagens têm um modo de vida, com comportamentos e alimentação muito diferentes de seus pares domesticados. Eles estão acostumados a cumprir seu ciclo de vida impulsionados por seu instinto de sobrevivência, sem ajuda externa e expostos a grandes ameaças”. (2)

Como são tratados?

É de grande importância que a conscientização sobre o assunto tenha se tornado preocupação mundial. Os números são assustadores quando demonstram o descaso e a falta de capacidade de entendimento do homem em relação ao tema:  “Os humanos representam apenas 0,01% dos seres vivos do planeta, mas a destruição que a espécie causa é incalculável.  (…) em apenas 46 anos, o ser humano e suas atividades acabaram com pelo menos dois terços da vida selvagem global. Isso significa que os tamanhos das populações de mamíferos, aves, peixes, anfíbios e répteis viram uma queda média de 68%.³

"Vida Selvagem" em Figueira - Vamos comemorar a data...

Sabe, Figueira, para essa nossa comemoração do Dia da Vida Selvagem eu gostaria de envolver as ondas do Mondego que acalantam a Ilha de Morraceira, logo ali na foz. Neste local você e eu vamos encontrar uma linda “representante” da vida selvagem: a Garça Hibrida.

Ilha do Morraceira

Ilha do Morraceia

 “A ilha da Morraceira é constituída por vastas extensões de sapais, caniçais, salinas, pisciculturas e arrozais, num território que ocupa uma área com cerca de 600 ha, num total de 7 km de comprimento”. (4)

“É um local de enorme interesse ornitológico, possuindo uma das mais ricas comunidades de aves limícolas que, particularmente durante os períodos de passagem migratória, frequentam o estuário durante a maré-baixa e se refugiam nas salinas quando a maré sobe”. (5)

Eis a discreta visitante – que dificilmente é percebida – se refestelando nas ondas do Mondego:

Garça Hibrida

Raramente obeservada, é um híbrido de Garça-branca-pequena e de Garça-dos-recifes

Data: 28-10-2011

Local: Ilha da Morraceira, Figueira da Foz

Até mais, Figueira!

A você, que nos acompanha nesta coluna, até nosso próximo encontro.

Aos Profissionais da Saúde do mundo, a nossa eterna gratidão.

Coluna: Sob o céu de Figueira

Autora: Ana Valentina Ângelo
Idioma: Português Brasileiro

A autora não pratica as mudanças do novo

Acordo Ortográfico