Ana Valentina Angelo

Novembro chegou

Sob o Céu de Figueira III

Olá, Figueira!

Novembro chegou, Figueira; friozinho e uma garoa fina “borda” o meu agasalho com pingos minúsculos. O sol, que vai e volta, toma o seu lugar de estrela e brinca de “esconde-esconde” com tufos de nuvens brancas que parecem algodão-doce, num céu exuberantemente azul.

Praia de Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT
Praia de Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT

Fotos: Cesar Angelo

Caminho pelo calçadão até a Praia de Buarcos. A ondas são brandas e lindas, embora o clima esteja frio. Então você é toda minha, Figueira?  Mentira!!! Onde estão os visitantes? Ora, alguns corajosos na areia, outros nas padarias e restaurantes, sorvendo o chocolate quente com pastel de nata, um bom vinho. Ou mesmo em atrações internas como museus, igrejas, exposições artísticas e históricas que você, Figueira, oferece.

Praia de Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT

Figueira no verão e... no inverno, também

Nesta época, não são tantos quanto os chamados “turistas das férias de verão”. Estes visitantes de hoje buscam a beleza da cidade num contexto mais tranquilo, menos congestionado no trânsito, no comércio, nos passeios… Tudo é mais calmo neste momento.  

São convidados especiais que apreciam, além da praia, aspectos históricos – monumentos, música, exposições de artes – com uma pitada do jeito de ser do figueirense”. Veículos estacionados ostentam origens longínquas em suas placas. Senhorinhas com os famosos xales europeus (ou não), protetores de pescoço e cabeça, surpreendem a todos com pés descalços na areia da praia.

Cenário cinematográfico

Forte de Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT

Foto: Cesar Angelo

Buarcos é muito interessante. Sua praia convida ao banho de mar e ao descanso na areia. Olhando para a torre do relógio, ao meu lado direito está o Forte de Buarcos, um longo troço de muralha pontuado por três baluartes – séculos XVI e XVII” ¹. Ao meu lado esquerdo, há um aglomerado de moradias, com ruas estreitas e sinuosas, que mais parece um cenário cinematográfico.

Os azulejos de paredes

E, como não podia deixar de ser, pois trata-se de “casas portuguesas com certeza”, os azulejos nas fachadas externas das moradas estão presentes.

Azulejo de fachada em Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT
Azulejo de fachada em Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT
Azulejo de fachada em Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT

Fotos: Cesar Angelo

O pescador e o mar

A variedade de azulejos expostos nas faixadas de maciças paredes centenárias, espessas, que por vezes avançam às calçadas, demonstra um testemunho histórico do compromisso entre o pescador e o mar. A Igreja de São Pedro Pescador e a Capela de Nossa Senhora da Conceição, de tempos idos, permanecem cuidadas, floridas e muito visitadas.

Capela de Nossa Senhora da Conceição - Concelho de Figueira da Foz/PT

Foto: Cesar Angelo

A torre do Castelo dos Redondos

Torre dos Redondos em Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT

Foto: Cesar Angelo

Eis que, sobre esse cenário, na parte alta da comunidade, o cume da torre do Castelo dos Redondos ostenta o que o tempo se permitiu conservar do monumento construído na época de Dom Sesnando (1091),² governador da cidade de Coimbra.

Para noite, chá ou vinho?

Para noite, nada mais aconchegante que um chá quente ou mesmo uma taça de vinho português dos bons, não sem antes ter-se deliciado com exposição de artes oferecida aos visitantes de Figueira da Foz no CAE- Centro de Artes e Espetáculos, à disposição do público até o início de 2020, durante dia e noite, com entrada franca. São trabalhos imperdíveis e disponíveis aos que curtem. E você, Figueira, continua linda.

Até mais, Linda Figueira!

A você que me acompanha nesta coluna, cuide-se e até o nosso próximo encontro.

Autora: Ana Valentina Angelo

Idioma: Português Brasileiro

A autora não pratica as mudanças do Acordo Ortográfico 1990/2009

Deixe uma resposta