Ana Valentina Angelo

Canção de Figueira

Sob o Céu de Figueira IV

Olá, Figueira!

É noite e uma chuva fina cai. Fez sol durante o dia e você, Figueira, permitiu ao figueirense mais um dia de trabalho, lazer e, agora, o descanso.

Como você sabe, Figueira, vim de longe. Quero saber “mais e mais” de você. Busco algo que me proporcione conhecer você mais de perto e, ao acaso, digito “Música de Figueira”;  num triz, a tela me apresenta a Canção da Figueira da Foz.

Na verdade, eu sempre acreditei que lugares como você, Figueira, aguçam a sensibilidade e nada melhor do que música como linguagem da alma.

 

Figueira da Foz
Praia da Claridade
Figueira da Foz
Passarela da Praia da Claridade
Figueira da Foz
Por do sol na Praia da Claridade
Figueira da Foz
Anterior
Next

Fotos: Cesar Angelo

Canção da Figueira da Foz

Concelho de Figueira da Foz/PT

Foto: Cesar Angelo

Letra: António Sousa Freitas

Música: Nóbrega e Sousa

Figueira, Figueira da Foz
Das finas areias
Berço de sereias
Procurando abrigo.

Estrelas, doiradas estrelas
Enfeitam o Mar
Que pede a chorar
Para casar contigo.

Figueira, e à noite o luar,
Deita-se a teu lado
A fazer ciúmes
Ao teu namorado.

E a Serra, que te adora e deseja,
Também sofre com a luz do Sol
Que te abraça e te beija.

O autor da Canção de Figueira da Foz

Letrista: António de Sousa Freitas

António Sousa Freitas, Figueirense, poeta e letrista nascido na Freguesia de Buarcos e São Julião do Concelho de Figueira da Foz (1921-2004), presenteou aos seus conterrâneos (ou ao mundo) com as delícias da Canção de Figueira da Foz; um show de “técnica” poética e de entendimento da alma humana.

António de Souza Freitas
Moeda Comemorativa de 10 anos
Praia de Buarcos - Concelho de Figueira da Foz/PT

Foto: Cesar Angelo

Canção de Figueira da Foz: uma jóia portuguesa

Na obra, Antônio Sousa Freitas molda primorosamente a singeleza e a doçura da linguagem comum, ao descrever elementos da natureza (estrelas que choram, luar que se deita para provocar ciúme, serra que adora e deseja, sol que abraça e beija) que tomam feições e sentimentos humanos levando a quem ouve a “tomar para si a alegoria” e inebriar-se no encantamento da composição.

Figueira, é impossível não se apaixonar por você, pelo seu povo e pela sua canção!

Carlos de Melo Garcia Correia Nóbrega e Sousa

A Canção de Figueira da Foz foi musicalizada por Carlos de Melo Garcia Correia Nóbrega e Sousa (1913-2001), pianista com curso superior no Conservatório Nacional em Lisboa.

Carlos de Melo Garcia Correia Nóbrega e Sousa

Maria Clara canta e encanta

Foto: Cesar Angelo

“O fado de Figueira da Foz de Maria Clara” ¹, isto é, a Canção de Figueira da Foz de António Sousa Freitas foi interpretada por inúmeros cantores, cada um com seus arranjos e vozes peculiares. São produções incríveis! Todavia, tudo indica que a gravação mais prestigiada é a de Maria Clara.

Foto: Cesar Angelo

Você que me acompanha nesta coluna Sob o Céu de Figueira e que é apaixonado por Figueira do Foz como eu,  poderá ouvir Maria Clara enquanto se delicia com fotos preciosíssimas em beleza e historicidade em: https://www.facebook.com/watch/?v=836564246713451

Além da romântica interpretação de Maria Clara, nos sites que seguem, você que nos lê poderá se deliciar com a Canção de Figueira da Foz em solo de acordion e/ou em vozes de coral.

João Gentil solo de “acordion”

Se preferir a melodiosa versão em “acordion” veja João Gentil em: https://www.youtube.com/watch?v=8eLt6MvIJdU

TUNA Universitária de Figueira da Foz – Cassino de Figueira

E, por fim, se você quiser ver e ouvir uma interpretação exuberante e luxuosa da Canção de Figueira da Foz, busque a interpretação da TUNA Universitária de Figueira da Foz, acontecida em 2009 no “Casino de Figueira” em: https://www.facebook.com/tunabruna/videos/381971402899

Fotos: Cesar Angelo

Até mais, Linda Figueira!

A você que me acompanha nesta coluna, até o nosso próximo encontro.